terça-feira, 1 de dezembro de 2009

POBRE DO PAÍS QUE NÃO RESPEITA SUAS MULHERES!





Notícia no Jornal Destak: Mortas pelos namorados não denunciam violência.

Este assunto não me sai da cabeça, e Portugal, precisa urgentemente de promulgar uma Lei contra a violência doméstica, pois já são 26 mulheres mortas deste o início do ano.

O Brasil já promulgou a sua Lei 11.340 - Lei Maria da Penha.

Maria da Penha Maia Fernandes, biofarmacêutica, tem 60 anos e três filhas, foi agredida pelo marido durante 6 anos. Em 1993, por duas vezes, ele tentou assassiná-la.

Na primeira vez, com arma de fogo, deixou-a paraplégica, e na segunda vez por eletrocução e afogamento.

O marido (ou melhor, monstro) só foi punido depois de 19 anos de julgamento, foi condenado a 8 anos de prisão, mas ficou preso 2 anos em regime fechado. Solto em 2002, hoje está livre graças aos recursos jurídicos.

Apesar de vergonhoso, nojento e injusto, a Lei alterou o Código Penal Brasileiro e possibilitou que agressores de mulheres no âmbito doméstico ou familiar, sejam presos em flagrante ou tenham sua prisão preventiva decretada.

Depois da promulgação da Lei, Maria da Penha, é lider do Movimento de Defesa dos Direitos das Mulheres, vítima emblemática da luta pelo arquivamento massivo dos processos, a insatisfação das vítimas e banalização da violência doméstica.

NÃO SE CALE, A PRÓXIMA VÍTIMA PODE SER VOCÊ!

1 comentários:

MARIINHA disse...

Há muita violência doméstica. Sempre houve. Só que agora, parece que finalmente as pessoas estão a apresentar queixa. Sim porque se trata de um crime. Esperemos que cada vez mais sejam denunciados esses casos.Bom fim de semana para ti Marcia